O MAU USO DA CERTEZA

Comumente encontramos pessoas que, em um ato de autoridade, dizem certas coisas sobre alguns assuntos ou histórias. É muito corriqueiro aquele amigo na roda de conversa, no intuito de afirmar a fofoca da vez, dar o grito _ Eu tenho certeza! _ Será que existe tal certeza mesmo, e se existe, o que levou o indivíduo a tal convicção?

 

De acordo com as definições mais apuradas dos dicionários, certeza está associada ao que é considerado correto ou ainda, a um conhecimento íntimo ou convicção sobre algo. São diversas histórias interessantes sobre o uso da certeza das pessoas sobre assuntos da vida alheia. Narrarei um caso recente que me impactou muito. Uma família composta por uma mãe e avó, um filho casado e uma filha também mãe.

O filho da pequena família, trabalhando cerca de 16 horas por dia construiu um grande patrimônio, do qual sua irmã, uma pessoa que nunca se propôs a nenhum tipo de trabalho se beneficiou, pois, era sócia de uma das empresas.

Como a filha nunca se propôs a trabalhar, sua vida estava pautada em conversar com fãs do seu irmão, as quais por também não terem ocupação ficavam dia após dia criando assuntos sobre a vida do mesmo, que de fato era muito mais interessante. “Ficou sabendo eu ele comprou tal carro?”, “A amiga de uma amiga minha disse que ele tá cheio de dinheiro”, “Ficou sabendo eu ele ganhou um prêmio nacional?”, e assim, por meses os assuntos se alastravam, até que ficaram desinteressantes.

Desta feita, as amigas retomaram com assuntos “mais interessantes”. “Menina, fiquei sabendo que ele está ficando melhor que você financeiramente”, “Sabia que ele fez uma viagem caríssima, e dizem que foi com seu dinheiro também”, dia após dia começaram a plantar a ideia na cabeça da desocupada irmã. Nos bastidores, a irmã conseguiu aumentar seu pequeno patrimônio herdado por 3 vezes em apenas 3 anos, só com o esforço do irmão, porém, as CERTEZAS das “amigas” a dominaram tanto que ela foi tirar satisfação.

O irmão que jamais se apegou ao patrimônio e sim às realizações, logo propôs a divisão dos bens e separação. O medo de ter que trabalhar deixou a irmã alucinada e a fez aumentar a intensidade das “certezas” e começar a fazer a cabeça da mãe, que jamais pensaria uma coisa dessas do filho.

No entanto, de tanto afirmar as “certezas”, a mãe começou a se estranhar com seu único filho, causando um infeliz distanciamento entre eles, isso após décadas de um relacionamento excelente. No final dessa história, o filho que estava com os holofotes sobre sua vida, ficou sem irmã e sem mãe, permanecendo com sua família e dignidades intactos.

A mãe acabou por se colocar em uma situação de tristeza, e a irmã desocupada, ficou cheia de suas “certezas” que nunca serão comprovadas, porém, as “amigas” causadoras de todo esse mal, não são mais amigas dela, pois o foco dos papos não pode mais ser o assunto principal.

Histórias como essas acontecem todos os dias em diversas famílias. Aquele irmão que cuida da mãe idosa, geralmente é atacado pelos filhos que a abandonaram devido a “certezas” de que ele está se aproveitando dos recursos da mãe. O irmão mais bem-sucedido é atacado pela “certeza” de ter sido favorecido nos estudos. Aquele amigo que deixa de andar com o grupo para estudar, passa a ser vítima de teorias destrutivas ou julgamentos, pois agora está querendo ficar “riquinho”.

Sabemos que cada um oferece o que pode oferecer, cada um tem um nível de consciência diferentes, mas não há nada mais destrutivo na sociedade em que vivemos do que a “certeza”, inclusive da “certeza absoluta” de coisas que sequer são verdadeiras. Os danos que isso tem gerado em milhares de relacionamentos familiares, amorosos, sociais, não tem preço.

É algo que termina em mágoa, chateação, rancor, e em alguns casos, até em morte. E os “profissionais da certeza” simplesmente mudam o foco e continuam na sua busca incessante para ter atenção fazendo um brilhante “MAU USO DA CERTEZA”. Não seja essa pessoa, sempre coloque em dúvida informações não comprovadas, você pode estar destruindo uma ou várias vidas.

Digite seu e-mail e seja notificado a cada novo post:

Formulário de contato

Envie dúvidas, sugestões e críticas:

Contato

Preencha o formulário ou deixe sua mensagem nas redes sociais:

logo sigla sa png (1)

Copyright 2019 ©
All Rights Reserved